AS COMPETÊNCIAS NECESSÁRIAS PARA TRABALHAR BEM REMOTAMENTE OU EM HOME OFFICE

Você sabe quais destas competências você tem ou não tem?

 

As demandas por trabalho remoto ou home office já vem aumentando há muitos anos e atualmente, tem se tornado uma tendência.

Corporações vêm colocando em prática planos de deixar tantos funcionários quanto for possível fora dos seus escritórios, com foco nos benefícios para ambos, tais como:

  • Aumento de produtividade

  • Aumento da eficiência

  • Redução do tempo de deslocamento

  • Expansão da região de contratação

  • Menor custo com benefícios trabalhistas

  • Menor custo com área de trabalho

  • Entre outros

 

O que vemos como resultado da implantação crescente desta nova modalidade de trabalho são os problemas na adaptação e consequentemente no perfil requerido aos profissionais que vão trabalhar desta forma.

 

CRISE

Atualmente esta mudança na forma de trabalho para muitas empresas e empreendedores deixou de ser uma estratégia de ganhos e benefícios, tornou-se uma exigência.

Com a crise do COVID-19 o novo Coronavírus iniciada na China em Dezembro de 2019, uma grande parte da população mundial foi obrigada a trabalhar em casa ou em seus escritórios, de maneira isolada, distante das outras pessoas.

Este fato acelerou muito a necessidade de soluções tecnológicas e mudanças comportamentais necessárias ao bom desenvolvimento deste tipo de trabalho, contudo ainda temos um longo trajeto a percorrer.

 

DESAFIOS

Muito são os desafios de trabalhar remotamente em sua casa ou em um escritório remoto, no qual não se pode tocar e nem sentir as coisas. Não se pode olhar no fundo dos olhos das outras pessoas para entender as mensagens por trás das palavras, textos e contextos.

Isso torna muito mais difícil o sucesso das vendas, do trabalho em equipe, da manutenção da motivação e do foco, pois aumenta a dificuldade de entendimento, de conexão e de transmissão da informação desejada, e assim da capacidade de gerar as emoções e reações desejadas.

 

O trabalho remoto requer muito mais das suas competências pessoais!

 

Além de todos os desafios de se adaptar as rotinas para um novo modelo de trabalho, que será feito de forma isolada e com todas as distrações da vida cotidiana, sem os recursos e ambiente do trabalho tradicional, no qual a interação com os outros podia ser constante e em ambiente dimensionado para tal, existe a incerteza com relação ao futuro, pois não se sabe quais mudanças virão e isso aumenta ainda mais a ansiedade e o estresse de quem está trabalhando isolado.

 

SOLUÇÕES

Para abordar o aspecto comportamental desta modalidade de trabalho, podemos procurar o AUTOCONHECIMENTO para gerar AUTOCONSCIÊNCIA e posteriormente as AÇÕES de capitalização dos pontos fortes e eventuais melhorias dos que achar necessário, de acordo com seus objetivos.

Cabe lembrar que os comportamentos demonstram como nos comunicamos e como agimos, mas não mostram o porquê disso.

Entender o nível de inteligência emocional-social, base de todos os comportamentos, bem como o nível de entendimento das competências, é uma boa forma de aumentar o autoconhecimento.

 

“O desempenho da equipe virtual aumenta quando seus membros têm quocientes emocionais mais altos.”

Dr. William L. Quisenberry  – The Chicago School of Professional Psychology

 

Quando falamos de competências, estamos nos referindo às competências pessoais ou soft skills, neste caso, relacionadas ao trabalho remoto ou qualquer outro tipo de trabalho.

Elas precisam ser conhecidas para que as pessoas possam entender quais comportamentos auxiliam o alto rendimento, quais atrapalham e qual o nível em que se encontra cada uma delas, para assim poder tomar as decisões pertinentes.

 

Sem autoconhecimento, não há autoconsciência e nem ação assertiva na busca do desenvolvimento.

 

Cabe frisar que todas as competências aqui mencionadas também são importantes e requeridas em uma modalidade de trabalho tradicional, mas com certeza são muito mais exigidas em um trabalho remoto, no qual as regras são definidas pela pessoa e ninguém está lá, vigiando o tempo todo.

Definimos 5 GRUPOS com as principais competências e habilidades, para facilitar nossa análise e entendimento:

  • EMOCIONAIS

  • RELACIONAIS

  • DISCIPLINARES

  • ESTRATÉGICAS

  • MOTIVACIONAIS

 

Então, distribuímos as PRINCIPAIS COMPETÊNCIAS necessárias para ter um bom desempenho no trabalho remoto, dentro deles.

Veja abaixo estes grupos de competências.

 

GRUPO DE COMPETÊNCIAS EMOCIONAIS

Neste grupo estão as competências que irão ajudar na descoberta da confiança, estima, disciplina e motivação em si mesmos, para o crescimento e auto desenvolvimento.

As competências envolvidas neste grupo são:

  1. AUTOCONFIANÇA – Para ter a capacidade de ACREDITAR e CONFIAR em suas próprias habilidades. Esta competência é um dos fatores de inteligência emocional-intrapessoal.
  2. AUTODISCIPLINA E MODERAÇÃO – Para ter capacidade de lidar com os desafios da vida cotidiana e do trabalho, mantendo controle das suas emoções e ações em situações estressantes e responder a esses problemas de uma maneira calma e racional, ou seja, com AUTOCONTROLE. Esta competência é um dos fatores de inteligência emocional-intrapessoal.
  3. AUTOESTIMA – Para ter o nível de compreensão do seu VALOR PESSOAL e visão positiva no que se refere à sua vida pessoal e profissional. Esta competência é um dos fatores de inteligência emocional-intrapessoal.
  4. MENTALIDADE DE CRESCIMENTO – Para ter o “coração”, o “caráter”, a “MENTALIDADE DE CAMPEÃO”. Para ter uma opinião, se o seu talento e a sua inteligência são habilidades que podem ser desenvolvidas por meio de dedicação e trabalho duro, o seu GROWTH MINDSET.

 

GRUPO DE COMPETÊNCIAS RELACIONAIS

Neste grupo estão as competências que irão ajudar nas relações humanas, capacidade de se comunicar e administrar os seus relacionamentos com os outros, tornar a equipe colaborativa, sendo objetivo e produtivo.

As competências envolvidas neste grupo são:

  1. HABILIDADE INTERPESSOAL – Para ter a capacidade de se COMUNICAR com os outros de maneira eficaz, INTERAGIR bem, criar conexão e desenvolver networking, dentro de um ambiente agravado pela dificuldade de não estar presente fisicamente. Esta competência é um dos fatores de inteligência emocional-social.
  2. EMPATIA COM RELAÇÃO AOS OUTROS – Para ter a habilidade e a capacidade de ADMINISTRAR OS RELACIONAMENTOS pessoais de forma sensível, com cuidado, gratidão e RESPEITO para com o outro e suas ideias, sentimentos e pontos-de-vista. Esta competência também é um dos fatores de inteligência emocional-social.
  3. TRABALHO EM EQUIPE – Para ter a atitude correta e COLABORATIVA nos trabalhos conjuntos, mesmo quando não estão fisicamente presentes, para estar pronto a subordinar seus interesses individuais em prol do bom funcionamento do GRUPO, para que trabalhe harmoniosamente e atinja os objetivos comuns.
  4. OUVIR OBJETIVAMENTE – Para ser capaz de compreender e de interpretar com precisão o que alguém está dizendo, excluindo a opinião pessoal e crítica, para avaliar de forma objetiva o que está sendo dito, enfim estar disposto a ACEITAR IDEIAS, OPINIÕES E FEEDBACKS.

 

GRUPO DE COMPETÊNCIAS DISCIPLINARES

Neste grupo estão as competências que irão ajudar no trabalho do dia a dia, como ter clareza de suas responsabilidades, ter a concentração necessária e desenvolver todas as atividades, ser flexível para aprender, se adaptar e mudar quantas vezes forem necessárias, sendo responsável por todos os seus atos.

As competências envolvidas neste grupo são:

  1. AUTOGERENCIAMENTO – Para ter entendimento do seu nível de ORGANIZAÇÃO pessoal, da sua visão definida de autoimagem e das expectativas pessoais, gerando CLAREZA de suas responsabilidades, funções e METAS.
  2. CONCENTRAÇÃO – Para ter a capacidade de manter o FOCO nas tarefas e projetos importantes durante o tempo que for necessário, para evitar perda de tempo e produtividade.
  3. FLEXIBILIDADE – Para ser capaz de se ADAPTAR as novas situações e demandas, poder trabalhar em diversas frentes ao mesmo tempo, ENTENDER e MUDAR quando for preciso, pois trabalhar remotamente requer mudança de comportamento e desenvolvimento de novas habilidades.
  4. RESPONSABILIDADE PESSOAL – Para ser capaz de se responsabilizar pelos próprios atos, condutas, obrigações, decisão e principalmente por suas consequências. Isto exige uma disposição interna para RESPONDER POR SI MESMO e por seus atos, sem mudar de foco ou pôr a culpa em nada nem ninguém.

 

GRUPO DE COMPETÊNCIAS ESTRATÉGICAS

Neste grupo estão as competências que irão ajudar a dar sentido, corpo e direção ao seu trabalho, ter uma visão do todo, planejar as ações com foco nos resultados desejados, trabalhar na resolução de todos os problemas, aprender com os erros e acertos.

As competências envolvidas neste grupo são:

  1. PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO – Para ser capaz de ENXERGAR O TODO e visualizar um futuro diferente e melhor, assim como ter habilidade de conceber PLANOS claros e realistas para trazer para o presente essa visão do futuro e assim estabelecer METAS inteligentes e pertinentes.
  2. ORIENTAÇÃO PARA OS RESULTADOS – Para ser capaz de compreender clara e objetivamente os resultados que deseja atingir, bem como ser capaz de idealizar e por em prática as AÇÕES necessárias a atingir estas METAS e RESULTADOS definidos, também ser capaz de completar as tarefas com eficiência e DENTRO DOS PRAZOS.
  3. SOLUCIONAR PROBLEMAS DE FORMA PRÁTICA – Para ser capaz de ter PENSAMENTO CRÍTICO, capaz de resolver os problemas da maneira mais prática possível, para ter HABILIDADE ANALÍTICA para compreender um problema ou situação e solucioná-los, identificando o que é preciso ser feito.
  4. APRENDIZADO CONTÍNUO – Para ter o desejo e a motivação de APRENDER cada vez mais e constantemente, pois em um mundo em constante mudança é extremamente necessário ter interesse em aprender COISAS NOVAS.

 

GRUPO DE COMPETÊNCIAS MOTIVACIONAIS

Neste grupo estão as competências que irão ajudar a manter a energia e a motivação necessárias para começar e permanecer fazendo tudo que é preciso para obter sucesso, com equilíbrio e profissionalismo, sem esquecer-se dos aspectos sociais e pessoais da sua vida.

As competências envolvidas neste grupo são:

  1. AUTODIREÇÃO E PROPÓSITO – Para ter VISÃO quanto ao seu futuro, sua compreensão mental do PLANEJAMENTO e DISCIPLINA necessários para melhor organizar e planejar sua vida e seu futuro.
  2. INICIATIVA – Para ter habilidade de DAR INÍCIO, ser capaz de “arregaçar as mangas” e começar a trabalhar, para ter SENSO DE URGÊNCIA e determinação para chegar ao seu destino. Uma vez que a meta seja definida e o plano de ação traçado, ter a MOTIVAÇÃO e ENERGIA para começar.
  3. EQUILÍBRIO – Para ser capaz de RECONHECER SUA FUNÇÃO NA VIDA, ter habilidade de atingir e manter uma integração harmoniosa entre sua função profissional, pessoal e social. Esta competência indica o grau em que o indivíduo está realizado pessoalmente com essas funções, assim como a sua IDENTIFICAÇÃO com seus vários papéis na vida. Esta competência afeta diretamente a automotivação do indivíduo.
  4. PERSISTÊNCIA – Para ser capaz de continuar firmemente em um projeto e manter-se FOCADO, MOTIVADO e COMPROMISSADO com a finalização do mesmo, para ter a FORÇA INTERIOR, a ENERGIA e a DETERMINAÇÃO necessárias para manter-se na rota traçada, sejam quais forem às circunstâncias.

 

É importante mencionar que hoje em dia, todas estas competências já podem ser medidas com precisão, não é necessário ficar apenas achando que tem ou não, uma ou mais destas competências.

Baseadas na ciência da Axiologia, o estudo do valor, desenvolvida pelo psicólogo Alemão Dr. Robert S. Hartman e depois expandida para as competências pessoais direcionadas, por um de seus mais brilhantes alunos, o psicólogo Norte Americano Dr. David Mefford, tornou-se possível a criação da avaliação de Competências para o Trabalho Remoto.

Sendo assim, qualquer pessoa ou gestor interessado em aumentar o autoconhecimento e desempenho, seu e de sua equipe, pode fazer uso destas ferramentas de maneira rápida, fácil e precisa, ampliando significativamente a sua assertividade e velocidade de desenvolvimento.

 

CONCLUSÃO

O mundo está mudando a cada dia e estas mudanças são cada vez mais frequentes e mais intensas.

Temos a certeza que isso não vai parar, não sabemos qual será a próxima mudança, mas que haverá e que após cada uma delas nada será igual ao que era antes.

A única maneira de estar preparado para este ambiente de incerteza e constante mudança é estar fortalecido mental e emocionalmente.

 

Quanto mais eu me conheço, mais eu me potencializo!

 

O desenvolvimento da INTELIGÊNCIA EMOCIONAL e das COMPETÊNCIAS PESSOAIS, que é demonstrado através dos COMPORTAMENTOS, está baseado no AUTOCONHECIMENTO e AUTOCONSCIÊNCIA.

 

Não mudamos sem saber O QUE, O PORQUÊ, O QUANTO e COMO!

 

Somente a partir do contato com estes conhecimentos é possível tomar a decisão de se desenvolver de forma assertiva e eficiente, e assim colher os frutos de uma mudança significativa e permanente.

Agir às cegas, sem saber ao certo o que se está fazendo, é uma armadilha muita perigosa para os dias de hoje.

Para se trabalhar bem remotamente ou em home office existem capacitações, avaliações e profissionais especializados que podem ajudar na identificação e desenvolvimento das competências necessárias, com assertividade e eficiência.

 

Dicas sobre COMO TRABALHAR BEM REMOTAMENTE, veja nosso artigo:

AS VANTAGENS E DESAFIOS DE TRABALHAR EM HOME OFFICE.

 

 

Carlos Andrade                                                                         Roberta Araujo

Consultor e Master Coach Sênior                                             Psicóloga e Master Coach

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.